É melhor fazer o backhand com uma ou duas mãos?




Quais as vantagens e desvantagens em golpear o backhand (topspin/chapado) com uma e duas mãos? Poucos livros editados no Brasil tratam deste assunto tão importante e pouco discutido. Portanto, a seguir apresento um quadro que elaborei sobre as principais diferenças sobre estes 2 golpes:

Dvd de Tênis - Backhand - Nick Bolliretti
Dvd de Tênis - Backhand - James Jansen

Características Backhand
1 mão
Backhand
2 mãos
Firmeza ý þ
Ponto de contato com a bola ý þ
Angulação (cruzada curta) ý þ
Facilidade para o bate-pronto ý þ
Footwork (trabalho de pés) þ ý
Troca de grip para golpear com slice ý þ
Disguise (p/ drop shot) ý þ
Prevenção de lesões no cotovelo ý þ
Alcance þ ý
  • Firmeza – o backhand com duas mãos é um golpe mais seguro para o tenista iniciante, principalmente para os mais novos, que ainda não possuem força muscular adequada para golpear apenas com uma mão.
  • Ponto de Contato com a bola – para golpear o backhand com uma mão, o tenista precisa fazer o contato com a bola mais à frente do corpo, se comparado ao backhand com duas mãos. Portanto, em bolas rápidas, os tenistas adeptos do backhand com uma mão precisam ser mais rápidos para não atrasar o contato com a bola.
  • Angulação – quem utiliza o backhand com duas mãos tem mais facilidade de angular as bolas, pois contam com o punho não-dominante para auxiliar o punho dominante, o que não ocorre no backhand com uma mão.
  • Facilidade para o bate-pronto – para executar o bate-pronto, a mão não-dominante utilizada no backhand com duas mãos é muito importante para auxiliar na subida da raquete, empurrando-a para frente e para cima.
  • Footwork (trabalho de pés) – o tenista que utiliza o backhand com duas mãos tem que se movimentar mais, principalmente nas bolas curtas, pois o contato com a bola é feito mais próximo ao corpo.
  • Troca de grip para golpear com slice – normalmente o slice é golpeado com empunhadura "continental", coincidindo com a empunhadura da mão dominante durante a execução do backhand com duas mãos. Assim sendo, o tenista que golpeia o backhand com duas mãos não necessita trocar de grip para bater com efeito slice, tanto no forehand quanto no backhand.
  • Disguise – este é o nome dado à habilidade de esconder o golpe antes de sua execução, muito importante taticamente. Normalmente é utilizado para encurtar a bola. E a melhor empunhadura para realizar a bola curta (drop shot) é a "continental", ou seja, quem golpeia o backhand com duas mãos já está com a empunhadura adequada para encurtar a bola, não mostrando este golpe para o adversário através da troca de empunhadura.
  • Prevenção de lesões – ao golpear o backhand com duas mãos, o choque gerado pelo contato raquete-bola é distribuído entre os dois braços, diminuindo as chances de lesões, principalmente no cotovelo.
  • Alcance – o tenista que golpeia o backhand com uma mão tem maior chance de alcançar as bolas mais distantes, pois consegue uma maior extensão do cotovelo.
Dvd de Tenis - Forehand - Nick Bolliretti

Observações:
  1. Apesar de a maioria dos itens acima apontarem mais vantagens para o backhand com duas mãos, é interessante que o tenista em dúvida experimente as duas opões, para então tomar sua decisão.
  2. As empunhaduras (vide figuras abaixo) mais utilizadas para o backhand são:
    • uma mão: "eastern de backhand – face 7"
    • duas mãos: "continental – face 2" (mão dominante) e "eastern de forehand – face 3" (mão não-dominante)
  3. Durante a execução do backhand com duas mãos, a mão não-dominante deve descrever a mesma trajetória da mão dominante no forehand. Isso confirma que para golpear o backhand com duas mãos, a mão não-dominante deve ser mais importante que a mão dominante, pois é ela que empurra a raquete para cima e para frente.


Comente: