Sistemas táticos defensivos no Basquete





Para ser um bom defensor, desde o início da partida o jogador deve procurar observar as características de cada um dos adversários. É preciso, por exemplo, observar se o jogador costuma fazer muitos passes, que tipo de finta usa, se é rápido nas penetrações.
   
Além da observação, é importante que o jogador da defesa coloque-se entre o adversário e a cesta em posição de guarda, pois, assim, dificulta-lhe os arremessos. O jogador deve aproximar-se do adversário de posse da bola, até ficar a 1 metro de distância dele e observar com muita atenção todos os movimentos, procurando a oportunidade de tomar-lhe a bola.


Um modo válido de atrapalhar o adversário é agitar os braços em frente dele a fim de diminuir-lhe a visão. Desta maneira é possível levá-lo a dar um passe errado, impedindo-o de fazer um bom arremesso.



    Quando o adversário esta conduzindo a bola, há dois modos de proceder:

  • se o atacante ainda não bateu a bola no chão, o defensor deve manter uma certa distância, 1 metro aproximadamente, para não ser fintado;
  • se o atacante já bateu a bola, o defensor deve diminuir a distância e procurar atrapalhá-lo, até tomar-lhe a bola se possível.

SISTEMA TÁTICO DEFENSIVO: MARCAÇÃO HOMEM A HOMEM

    Quando, na defesa, a marcação é feita de um jogador contra outro, o sistema tático é o de marcação homem a homem.
    Neste tipo de marcação, cada jogador é responsável por um adversário. Porém como exige movimentação constante dentro da quadra e cansa rapidamente os jogadores, muitas equipes fazem a marcação homem a homem apenas no campo de defesa. Observe:



    A defesa  homem a homem recuada simples e das mais fáceis e eficientes, por isso indicada aos principiantes do basquetebol. Após a perda da posse da bola no ataque, todos os jogadores devem voltar para o interior de sua área de defesa e, dessa posição, localizar o adversário que lhe compete marcar. Observe o esquema:


    Apenas quando uma equipe sente necessidade de marcar os adversários mais de perto para recuperar mais rapidamente a bola, pressionando, é que e usada a marcação na quadra inteira ou marcação sobre pressão.

    Se por uma lado, a marcação homem a homem é cansativa, por outro, ela é a mais fácil de ser aprendida e sua aplicação é das mais eficientes dentre os  sistemas de marcação.

SISTEMA TÁTICO DEFENSIVO: MARCAÇÃO POR ZONA 2 X 1 X 2

    Quando os defensores de uma equipe deslocam-se de acordo com a movimentação da bola para guardar a zona da quadra pela qual são responsáveis, dizemos que o sistema empregado é o de marcação por zona. Observe.


    Neste sistema de defesa é necessário que cada atleta marque o adversário que está com a bola em sua zona. É necessário, ainda, que se desloque para auxiliar seus companheiros a cobrir melhor suas zonas, seguindo os movimentos da bola e dos atacantes adversários.

    No sistema de marcação por zona:

  • Os alas são responsáveis pelo círculo da área de lance livre e suas imediações;
  • O pivô guarda a zona mais importante da defesa, ou seja, as partes centrais da área restritiva (garrafão). Nessa zona, ele luta pelos rebotes e impede a penetração dos adversários.
  • Os guardas, auxiliam o pivô na luta pelos rebotes e impedem as penetrações junto à tabela. Sua zona de defesa está compreendida numa linha imaginária, entre o meio da área restritiva e a lina de fundo, estendendo-se até  as linhas laterais.


Comente: