Zona de defesa e a Defesa homem-a-homem no Basquete




http://2.bp.blogspot.com/_Td-1pBdALUc/R7P7TJFAgII/AAAAAAAAA3w/xDu-yqEiK8E/s400/pistonsspread1.jpg

Todo técnico te dirá que não é possível vencer jogos sem uma boa defesa, e você não pode ser um jogador de basquete completo sem ser antes um bom defensor.
Agora então, é hora de falarmos sobre a defesa de um time. Há duas defesas básicas que seus jogadores precisam conhecer: a zona de defesa e a defesa homem-a-homem.
Em uma zona de defesa, cada jogador na quadra é responsável por defender uma certa área em vez de um jogador específico do outro time. A mais comum é a zona 2-1-2, o que significa dizer que há dois jogadores no topo de um lado da linha de lance livre, um no meio e um pouco mais para trás e outros dois no topo do outro lado da cesta. Esse tipo de defesa dificulta as coisas para os jogadores ofensivos – fica complicado driblar e arremessar com facilidade em direção à cesta.
Uma zona de defesa não significa, porém, que seus jogadores devem ficar parados no lugar. Eles precisam se movimentar dentro de suas áreas designadas e, se for o caso, é preciso se ajustar assim que o jogador ofensivo mover a bola. O objetivo é forçar um maior número de arremessos de fora da área [fonte: Miniscalco and Kot]. Uma vez que seus alunos tenham aprendido a zona de defesa é hora de apresentar a eles a defesa homem-a-homem.
A defesa homem-a-homem exige um grande esforço individual de cada jogador porque cada um é o único responsável pelo jogador do outro time. O objetivo é não deixar que o outro jogador receba a bola e marque uma cesta. O grande problema da defesa homem-a-homem é que ela permite que o outro time leve vantagem em cima dos jogadores mais fracos de sua equipe, o que também pode cansar seus jogadores rapidamente. A não ser que seus jogadores sejam bem avançados para a idade, a melhor opção é trabalhar com a zona de defesa [fonte: Miniscalco and Kot].


Comente: