Saiba mais sobre pernadas na Natação




http://veja.abril.com.br/assets/images/2012/8/89009/olimpiada-londres-natacao-tecnica-20120802-03-size-620.jpg?1344030019

Os três tipos de pernadas usados na natação consistem em: pernada de borboleta, pernada de peito e a pernada de adejamento, usada tanto no nado de crawl quanto o nado de costas. As pernadas fornecem propulsão e ajudam o nadador a manter o corpo alinhado durante a braçada e durante o movimento do corpo de um lado para o outro, ou seja, o movimento de pernada do crawl garante uma posição equilibrada e hidrodinâmica do corpo, auxiliando na força do nado e permitindo que as coxas permaneçam em uma posição elevada.
Tratando especialmente da pernada de adejamento, a mesma atua principalmente como estabilizadora, pois o movimento da braçada não é simétrico em torno do eixo longo do corpo. Elas desempenham o papel de uma quilha de um barco, na qual sem a quilha, um barco rápido emborcaria, tornando-se assim ineficiente.

A pernada de adejamento consiste nas pernas se movimentarem em um ritmo alternado: a pernada para baixo com uma das pernas ocorrendo durante a pernada para cima com a outra. A pernada para baixo é um movimento parecido com uma chicotada, que começa com a flexão do quadril, seguida pela extensão do joelho. A perna flexiona-se no quadril ao ultrapassar o corpo em seu trajeto para cima, para a superfície. A coxa começa a fazer a pressão para baixo sobre a água enquanto a parte inferior da perna, que deve estar relaxada, continua a ser empurrada para cima pela pressão da água que esta sobre ela.

A pressão da água sob a perna, também empurra o pé para uma posição estendida, com os dedos apontando para cima (em flexão plantar) e o pé voltado para dentro (invertido). A pernada para baixo é executada com um movimento semelhante a uma chicotada, começando com uma leve flexão do quadril e movimentando para baixo a perna mediante a extensão do joelho. A pernada para cima deve ser efetuada com a perna reta. A pressão da água empurrando a perna para baixo o mantém estendido e o pé em uma posição natural, a meio caminho entre a flexão e a extensão, a parte inferior da perna e o pé devem ficar relaxados durante toda a pernada para cima, assim permanecendo até que o joelho começa a estender-se durante a pernada para baixo seguinte. Isso permite que a água posicione adequadamente a perna. O movimento ascendente de toda pernada é realizado pelos músculos que estendem a articulação. A pernada para cima termina quando a perna ultrapassa o corpo em seu trajeto para a superfície. Isso ocorre quando a perna flexiona-se no quadril para a seguinte pernada para baixo

Fonte


Comente: