Posicionamento e deslocamento no Voleibol




http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/galerias/imagem/0000003616/md.0000040115.jpg

O voleibol compõe-se de seis movimentos técnicos básicos. Independentemente que a cada um disso tem sua variante, na cada um deles também são característicos diferentes deslocações e posições que estão intrínsecos na execução técnica e em seu ensino é difícil os tratar de forma independente. Existem sobretudo certas posições do corpo (posturas) que como fundamentos técnicos básicos, se são comuns e característicos à motricidade especifica do jogo de voleibol.

Ambos aspectos (deslocação e a posição) na maioria dos casos formam a fase preparatória dos diferentes fundamentos técnicos do jogo. A realização tanto de uma como de outra depende do caráter do fundamento e da situação de jogo que exista.

Os aspectos gerais a ter em conta na posição e deslocação dos jogadores são:

  • A cabeça e a mirada à frente

  • Tronco ligeiramente inclinado para atrás

  • Pernas semiflexionadas

  • Os pés um mais adiante que outro

  • Pontas dos pés dirigidas à frente

  • Os braços ligeiramente flexionados à frente ou aos lados do corpo

No voleibol existem três posições básicas: a alta, a posição média e a baixa, sendo as duas últimas as mais caraterísticas do jogo. Isto quer dizer, que a posição comum do jogador durante todo o jogo é a média. Nesta forma se deslocará ou estará na fase de espera da bola já seja para defender ou para arrematar.

A posição alta adota-se pelo geral em momentos relativamente de pouca concentração ou seja em momentos nos quais não obrigatoriamente se está na espera direta da bola.

Um exemplo deles é o momento no qual o rematador se desloca desde adentro do terreno(exemplo: zona IV) para fora, buscando seu impulso diagonal para um suposto passo do qual será objeto. A posição média é a mais utilizada e manifesta-se tanto na espera de uma bola como do momento do contato com o mesmo (exemplo): defesa do saque, passe, etc. A posição profunda emprega-se principalmente ou bem para fazer contato direto com a bola ou para desde essa postura se deslocar de forma explosiva em busca da bola (exemplo: defesa do campo).

As deslocações podem ser curtas (até dois metros) e longos (mais de dois metros). Os primeiros são dos mais característicos no jogo e realizam-se principalmente em forma de passagem ou de saltos enquanto os segundos (longos) intervêm em grande parte a sucessão de passos, as carreiras e a combinação de todas as formas mencionadas.

Para conseguir resultados satisfatórios nas deslocações, é necessário desenvolver as capacidades físicas especiais. Fundamentalmente refere-se à rapidez de reação. A rapidez de movimentos está constituída pelos seguintes aspetos:

  • Sentido de antecipação

  • Rapidez para correr e deslocar-se para diante - atrás e direita - esquerda

  • Rapidez de mudança de direção durante as deslocações

  • Rapidez combinando giros e quedas.

  • Desde o início da aprendizagem qualquer perdida do sentido do equilíbrio, alteração neuromotora ou desbalance muscular pode-me impedir um correto desempenho atividade motriz.



Comente: