Tipos de marcação no Futsal






Os sistemas defensivos do futsal se configuram através da disposição dos atletas em quadra de modo que suas ações e manobras anulam o ataque adversário (Apolo, 2004). A essência do sistema defensivo repousa na constante busca de adaptação às características do ataque adversário, para a execução da defesa propriamente dita (recuperação da posse de bola) podendo variar com o decorrer da partida ou de uma partida para outra (Fonseca 2007). "A forma como os espaços da quadra são ocupados, a intensidade marcação, a movimentação, a execução de coberturas e as ajudas defensivas caracterizam os diferentes tipos de sistemas de defesa, que assim como os sistemas de ataque, se aperfeiçoam a cada dia, buscando neutralizar a variabilidade ofensiva." (Fonseca, 2007, p.193).

Tipos de marcação

a.     Marcação Individual

    Este sistema caracteriza-se pela marcação direta entre dois jogadores. É uma marcação, onde cada jogador fica responsável pela marcação de um adversário. O posicionamento da equipe defensora é em função dos jogadores adversários. Esse sistema pode ser dividido em marcação sob pressão e meia pressão. A marcação sob pressão exige que o marcador exerça o combate direto ao adversário em qualquer setor da quadra, procurando evitar que o oponente receba a bola.

    E entende-se por meia pressão o combate no setor de ataque somente sobre o oponente que recebe ou que está de posse da bola, não sendo necessário o combate sobre o jogador que está sem bola, ficando o responsável por este jogador adversário mais retraído a fim de dar cobertura ao companheiro que efetua o combate direto sobre aquele que está com a bola, além de guarnecer o setor central da quadra. No setor defensivo a marcação é efetuada sob pressão (Mutti, 2003).

b.     Marcação por Zona

    A marcação por zona consiste em atribuir a cada jogador da equipe uma zona definida de defesa com a função de ocupá-la e defendê-la integralmente. Esta marcação caracteriza-se pelo posicionamento (Defesa e Intermediária) - sempre atrás da linha da bola; pelas constantes trocas de marcações; e pela espera do erro adversário para roubar a bola e contra-atacar. É uma marcação utilizada quando a equipe adversária apresenta rápida e complexa movimentação, têm bons passadores, ótima técnica e condução de bola, um bom nível de treino ou quando o placar é desfavorável aos adversários. (Mutti, 2003).

    As marcações por zona mais utilizadas são a Marcação Losango, esta empregada contra equipes que utilizam o sistema tático 3.1 ou 3.2. A quadra é dividida em tres corredores, sendo cada jogador da frente responsável por um corredor e o fixo pela cobertura dos alas. Pode ser utilizada quando a equipe está com o limite de faltas estourado, pois aumenta a cobertura contra dribles ou quando a equipe adversária possui jogadores muito habilidosos.

    O outro tipo de marcação é a Quadrado ou 2.2, tem como objetivo contrapor os sistemas 2.2 ou 4.0. A quadra é dividida em quatro quadrantes e cada jogador é responsável por um setor da quadra. É bastante utilizada também quando a equipe adversária usa o goleiro ou outro jogador que faça sua função para atacar, o chamado goleiro-linha Fonseca (2007).

c.     Marcação Mista

    Esta marcação é uma combinação da marcação individual com a marcação por zona. Este tipo de defesa possibilita as trocas de marcação. Também podemos marcar um jogador individual da equipe adversário e os outros três jogadores marcam por zona.

d.     Princípios táticos individuais de defesa

    Campo de visão do atacante; cobertura; ficar atrás da linha da bola; quando possível dobrar a marcação; flutuação; retorno; aproximação e ação de abordagem na perna preferencial do adversário; antecipação e interceptação; trocar a marcação e ajuda; acompanhar o marcador não olhar para bola; postura defensiva; bloqueio de chutes e passes.

e.     Linhas de marcação

    As linhas de marcação segundo Santana (2004), é o local onde a equipe realizará a pressão sobre a bola. Para o autor as linhas defensivas compõem um dos alicerces do sistema defensivo. Conforme Voser (2001), elas são classificadas da seguinte forma:

Linha 1 – Pressão na bola quadra inteira

Linha 2 – Pressão na bola em ¾ da Quadra

Linha 3 – Pressão na bola em ½ Quadra

Linha 4 - Pressão na bola em ± 12m de Quadra

Linha 5 – Pressão na bola em frente a sua área de meta.

Conheça a AULA DE SISTEMA DEFENSIVO NO FUTSAL na loja do DVDs Sports. Clique aqui!


Comente: