Aspectos para treinamento de Goleiros no Futsal






O maior desafio dos treinadores é desenvolver técnicas marcadas por vícios que já acompanham o jogador. Mesmo que para ele funcione ocasionalmente, essa falha técnica uma hora o comprometerá.  Com a evolução do futsal e as novas exigências táticas, técnicas, físicas e psicológicas do jogo aos atletas, torna-se inevitável o surgimento de novas propostas de treinamento, pois as metodologias existentes podem, em algum momento, deixar de estimular o desenvolvimento dos atletas e refletir de forma negativa em seu desempenho individual e coletivo.

Os novos métodos para o desenvolvimento dos atletas devem proporcionar desafios para motivar a prática e incorporar uma cultura de respeito aos princípios táticos, defensivos e ofensivos, sendo estes adequados ao nível de desenvolvimento do jogador.

As análises técnico-táticas, obtidas durante os jogos e treinamentos, nos permitem elaborar intervenções capazes de melhorar a produtividade individual e coletiva dos atletas. Veja alguns aspectos que devem ser trabalhados para o goleiro:

DESLOCAMENTOS: treinamento para membros inferiores, utilizando deslocamentos que os goleiros utilizam durante uma partida. Esses exercícios são de máxima importância porque servem de base para o restante da temporada, eles consistem dentro de suas variações em: deslocamento lateral, deslocamento para frente e deslocamento para trás.

BOLAS RASTEIRAS: treinamento de lateralidade, com exercícios variados podendo, dentro desses, variar tipos de bola e situações diferentes.

BOLAS MÉDIAS: treinamento de lateralidade, com exercícios variados podendo, dentro desses, variar tipos de bola e situações diferentes.

BOLAS ALTAS: treinamento de lateralidade, com exercícios variados podendo, dentro desses, variar tipos de bola e situações diferentes.

AGILIDADE: deslocar-se de um ponto ao outro o mais rápido possível utilizando fundamentos técnicos.

TEMPO DE REAÇÃO/VELOCIDADE DE REAÇÃO: capacidade de reagir na menor unidade de tempo possível a situações não previstas no desenvolvimento do jogo. Criar exercícios que exijam reação rápida.

SAÍDAS: situações que o goleiro deixa o gol para executar uma defesa. Esse tipo de treinamento é dividido em: saída em bolas altas, com pegada e/ou socando a bola; e saída em baixo, que pode ser de joelhos, guarda baixa com os joelhos bem flexionados, guarda alta quase na posição em pé.

RECUPERAÇÃO: tipo de defesa muito usada pelos goleiros de futsal, este tipo de treinamento consiste em executar exercícios com mais de uma defesa, sempre variando o lado da defesa e o tipo de bola.

REPOSIÇÃO DE BOLA: com as mãos sendo: lançamento clássico, direto, de baixo para cima e bola rápida. Com os pés: passe e lançamento.

TREINO TÉCNICO: exercícios de todos os fundamentos, corrigindo posicionamento e movimento técnico.

RESISTÊNCIA DE VELOCIDADE: exercícios de alta intensidade, com variações de fundamentos, que variam entre 30 a 90 segundos por exercício.

VELOCIDADE: exercícios de alta intensidade, com variações de fundamentos, que variam de 0 a 10 segundos por exercício.

O DVDs Sports tem uma AULA de Treinamento de Goleiros que você ter online ou em DVD e que ajuda preparadores a ter exercicios eficientes para treinamento de Goleiro. Acesse aqui!

Livre de vírus. www.avast.com.


Comente: