Fases para o aprendizado da tática no Handebol







Os esportes coletivos em geral e especificamente o handebol visando a aprendizagem do jogo propriamente dito para uma competição escolar, desperta não só o desejo de competição sadia, mais dá bases para os indivíduos caso não optem por uma carreira de atleta, possam ter os conhecimentos necessários para a vivência dos jogos coletivos como possibilidades de suas atividades de lazer.

Ao falar em tática no handebol, é sempre bom ter em ente que táticas são ações individuais, de grupo ou de equipe que podem ser utilizadas para neutralizar as movimentações ofensivas do adversário, bem como estabelecer os princípios de atuação ofensiva da equipe.

Tenha aulas de Handebol sobre vários momentos do jogo.

Muitos autores  citam sempre uma sequência pedagógica para o ensino da tática.  Essa é uma das partes mais importantes num contexto para a mostrar ao professor que ele deve obedecer a uma seqüência pedagógica. Abaixo estão as fases a serem passadas aos alunos.

Primeira fase: Explicar as ações gerais (verbal, em forma de gráfico ou pratica).

Segunda fase: Explicar as ações e funções de cada jogador.

Terceira fase: Solicitar explicações individualizadas das ações e funções que cada um deve exercer.

Quarta fase: Executar a tática sem interferência contrária

Quinta fase: Executar a tática com interferência contraria.

Sexta fase: Apresentar variáveis de intervenções.

Assimilação da tática: aprender: assimilar mentalmente, entender, compreender.

De acordo com o dicionário , aprender é a capacidade e assimilar as coisas, seja qual for sua complexidade. O professor pode estimular a inteligência do aluno propondo um problema e enfatizando a necessidade de resolvê-lo; se no saber acumulado pelo aluno não existir a resposta para a questão, terá inicio o movimento neural. Esse movimento fará com que as inteligências gerem operações mentais, proponham e descartem soluções até que resolva o problema.

Então o papel do professor para que o aluno assimile as táticas é de total importância no processo de ensino aprendizagem, criando estímulos para que o aluno absorva com mais clareza a atividade proposta e a utilize em situações durante os jogos. A complexidade das tarefas, e os problemas situacionais durante o jogo, devem ser entendidas pelo professor de maneira clara, para não haver dificuldade na hora do processo ensino aprendizagem dos alunos.

O papel do professor é  entender o que ele está passando para os alunos e saber corrigir no momento exato, sem por o aluno num nível abaixo dele e sim estimulando cada vez mais para que a tarefa seja realizada com a eficiência desejada. Em realidade com base nas teorias da ação de formulou um modelo teórico definido de forma sistêmica os elementos constitutivos da ação tática a partir da estrutura do conhecimento técnico tático do professor.

É importante reforçar que o papel do professor no processo cognitivo e de ensino de tática no handebo. Não basta ter só o conhecimento básico, seja ele das regras ou ações durante o jogo não são suficientes para um sucesso da sua equipe.

 Os benefícios físicos podem além de melhorar a performance do indivíduo dentro de quadra possibilitar que este tenha também um melhor desenvolvimento físico fora dela, que o auxiliará nas atividades diárias e na saúde, podendo inclusive diminuir a incidência dos riscos, sendo mais duradouros mesmo depois do término da prática. Fica claro a importância do preparo físico para um bom rendimento da equipe. Não adianta só aprender as regras se não tivermos condição física para aplica-las.

O DVDs Sports tem várias aulas sobre o ensino do Handebol, em vários moentos do jogo. Clique aqui e saiba mais!


Comente: